Posted on Leave a comment

Alopecia universal

Sempre que ouvimos falar em queda de cabelos, pensamos logo nos cabelos que ficam no topo da cabeça, não é mesmo?! No entanto, o que muita gente não sabe é que existe uma condição que leva á uma perda de cabelos no corpo inteiro, incluindo os pelos faciais, sobrancelhas, no peito, braços, pernas e etc.

Essa condição é chamada de alopecia universal!

O termo alopecia é utilizado para falar da queda de cabelo e ela pode ser de vários tipos diferentes, apresentando padrões de queda variados.

Vale lembrar ainda, antes de tudo, que uma certa queda de cabelo é algo considerado normal e que faz parte do processo de renovação capilar.

Por isso é que todas as pessoas perdem de 50 a 200 fios de cabelo por dia e isso está dentro do processo natural, mas se isto te incomoda pode se prevenir tomando cápsulas do Hairloss Blocker, a queda certamente diminuirá.

No entanto, quando essa queda é acentuada, causando falhas ou deixando o cabelo ralo, então temos um quadro de alopecia.
Dito isso, vamos conhecer um pouco mais sobre a alopecia universal!

A alopecia universal

A primeira coisa que precisa ser dita é que atualmente ainda não existe uma cura para o problema da alopecia universal. No entanto, ela não é do tipo contagiosa e nem causa danos permanentes aos folículos pilosos.

No entanto, a verdade é que novos tratamentos que vem surgindo se mostram benéficos em ajudar a regenerar o cabelo perdido.

Sintomas da alopecia universal

A alopecia universal pode apresentar um início como a alopecia areata, atingindo apenas poucas mechas do cabelo.

No entanto, uma perda mais acentuada pode ocorrer repentinamente, levando a uma importante perda de fios em poucos dias.

Conforme essa condição vai progredindo para a alopecia universal, a perda de cabelo vai se espalhando levando a queda de todos os fios, inclusive de outras áreas do corpo.

O mais intrigante é que essa perda total dos cabelos e pelos ocorre sem que haja manifestação de outros sintomas.

Já o diagnostico de alopecia universal pode ser feito com um exame físico mesmo, ou até laboratorial.

O dermatologista irá diagnosticar essa condição considerando um histórico médico e verificando se a perda ocorre mesmo em todas as regiões do corpo.

Em determinados casos, o profissional pode até mesmo solicitar a biopsia para avaliar se há alguma condição de pele ou doença associada.

O tratamento para isso vai depender muito de cada caso, da gravidade e do histórico médico do paciente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *