Posted on Leave a comment

Impinge o que é, e Como Tratar?

Os problemas de pele podem surgir de uma forma bem discreta à princípio, chegando a tomar grandes proporções quando não são tratados adequadamente. Esse é justamente o caso da Impinge, que é uma infecção de pele.

O fato é que a pele é o maior órgão do corpo humano e é também o mais exposto. É a pele também que serve como barreira, protegendo o organismo de diversas agressões externas.

No entanto, muitas vezes, a pele pode acabar sendo afetada por algum problema e é importante que se tenha muito cuidado, visto que esse tipo de problema tende a se espalhar mais facilmente.

Claro que existem diversos problemas e afecções que podem acometer a pele. Alguns são mais simples e outros mais complicados, podendo até mesmo serem contagiosos.

Um desses problemas é a impinge, que mesmo não sendo muito grave, pode ser bastante incomoda, além de ser altamente contagiosa.

Então, se você quer saber um pouco mais sobre a impinge, o que é, os sintomas, a causa e o tratamento do problema, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber. Vamos lá?!

O que é impinge?

A impinge nada mais é do que um tipo de infecção cutânea, comumente causada por fungos. Na maioria das vezes esse fungo é chamado de Tinha ou Tinea.

A consequência disso é que aparecimento de pequenas lesões na pele, que são vesículas repletas de um líquido bem claro. Com o tempo, essas lesões vão secando e assumindo uma cor mais avermelhada ou amarelada com o passar do tempo.

E uma forma geral, a impinge é um problema bem comum em idosos e também em crianças, embora possa acontecer em pessoas de qualquer idade.

Normalmente ela é causada por uma higiene precária ou por suor em excesso, embora possa ter outras causas variadas.

Normalmente as áreas do corpo que são mais afetadas são o rosto, as virilhas, o tronco e também os braços. No entanto, o problema pode se manifestar em qualquer lugar do corpo.

Vale lembrar que é preciso cuidado com o impinge, visto que ela é altamente contagiosa. Isso vale especialmente para os contatos diretos com lesão de alguma pessoa que esteja contaminada, mas pode ocorrer também pelo contato com objetos.

Justamente por isso é que, durante o tratamento da impinge é importante que a pessoa infectada evite o compartilhamento de objetos pessoais, tais como lençóis, toalhas e roupas, entre outros.

Sintomas da impinge

Como já foi dito anteriormente, o fungo causador da impinge é chamado de tinea corporis. Esse não é o único fungo da família que pode afetar os humanos, visto que há o tinea pedis, causador do pé-de-atleta, também chamada de frieira.

Os sintomas da impinge tendem a aparecer cerda de 4 a 10 dias depois da contaminação com o fungo.

O primeiro sinal mais comum é uma erupção na pele, normalmente possui forma circular e as bordas mais elevadas.

Dentro do círculo também é possível que haja algum tipo de erupção, mas o mais comum é que a pele dentro seja saudável.

Dentre os principais sintomas da impinge, podemos citar os seguintes:

  • Coceira, que pode ser insuportável;
  • Pele com sinais de escamação
  • Pequenas bolhas
  • Manchas avermelhadas com bordas que vão aumentando

Vale lembrar que cocar a lesão inicial pode contribuir para que o fungo se espalhe pela região e também por outras áreas do corpo.

Os círculos tendem a ir se multiplicando em outras áreas da pele e podem ir se fundindo uns nos outros, criando uma grande e extensa mancha.

Em casos mais graves, as feridas podem virar bolhas e se encherem de secreção.

O mais importante de tudo é, assim que os primeiros sintomas surgirem, procurar um médico dermatologista, para que ele possa verificar o problema, dar um diagnóstico correto e então determinar um tratamento.

Causas e transmissão

A impinge é causada por um fungo, cuja transmissão pode ocorrer de diversas formas. Isso quer dizer que o contágio pode ocorrer tanto de uma forma direta, de pessoa para pessoa, como uma forma indireta, através do compartilhamento de objetos infectados.

Vale lembrar ainda que as crianças tendem a ser mais vulneráveis a esse problema do que se comparadas aos adultos.

Mais do que isso, existem alguns fatores de risco para o surgimento e desenvolvimento da impinge, veja:

  • Morar ou estar em regiões que são mais quentes e úmidas
  • Apresentar suor excessivo
  • Usar roupas que são mais justas
  • Praticar algum tipo de esporte de contado
  • Estar com a imunidade fraca
  • Higiene precária

Mais do que isso, para evitar contrair esse problema, é muito importante evitar o contato com pessoas que tenham impinge, bem como não compartilhar objetos pessoais que tenham contato com a pele.

Tratamento da impinge

O tratamento para esse problema só deve ser determinado por um médico depois de avaliar o quadro. No entanto, normalmente ele consiste no uso de pomadas com ação antifúngica para os casos mais leves.

Já nos casos mais graves, o uso da pomada pode ser associado à administração de antifúngicos orais por até 30 dias.

Durante o tratamento é recomendado ainda um reforço na higiene pessoal, mantendo todas as áreas do corpo bem lavadas e secas.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a impinge, suas causas, sintomas e tratamentos. Aproveite essas informações e não deixe de procurar um médico!